Kalamar

FORTALEZA 187

Kalamar
Velho barco calado de mar
Carcomido das ondas enfrentadas no mar
Velho barco atracado pra sempre no abandono do cais
Foram as fúrias das águas mais loucas do mar teu caminho de paz
Calado agoniza as angústias do cais
És o marinheiro bêbado perdido no porto
És a fome do mar perfurando teu casco roído ao relento no cais
Velho barco sem mar
És madeira amontoada que apodrece no cais
És pedaço de nadas que um dia foi mar.FORTALEZA 194

FORTALEZA 191FORTALEZA 190FORTALEZA 189FORTALEZA 188FORTALEZA 186FORTALEZA 185

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s