Brasil! by Hang Ferrero & j re crivello

MasticadoresBrasil

Olá Juan. Dias difíceis por aquí

Hang Ferrero

Este escueto mensaje de un gran poeta brasileño, me recordó que esta Pandemia nos cubre de dificultades, de dolor, de sorpresas ante las dificultades diarias. Brasil, una gran sociedad, libre, animada, llena de la sabiduría ancestral que pasa un mal momento. Podría echarle a la culpa a su presidente y sería una parte (pues coquetea con la muerte y el dolor) Nosotros aquí en España lo podemos contar (estamos en la 5Ta ola). A veces nos tocamos la cara para saber si esta lucha diaria es real o somos una aventura imaginada en Netflix. En MasticadoresBrasil aparece continuamente el arte escrito en estas condiciones, de soledad, de dificultad de solidaridad.

Amigos de Brasil, ¡fuerza! Les dejo un escrito de Hang Ferrero. Seguimos J re crivello (ver texto en portugués abajo)

Texto pandêmico | diário de bordo uti 80% SC by Hang ferrero

Ver o post original 1.564 mais palavras

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Mundo azul – Por Daniela Terehoff Merino

MasticadoresBrasil

Desenho de Cláudia A. Terehoff Merino

Mundo azul

Certo dia, ouviu a frase: “Azul é a cor mais quente” e ficou fascinada. Resolveu testar. Acendeu uma das bocas de seu fogão e comprovou:

  • Não há dúvidas: azul é a cor mais próxima do centro. É onde o calor se faz mais forte…
    Foi então que teve uma ideia: fez um desenho e pintou-o todo de azul, esperando passar sentimentos calorosos com ele. Mas tal como o caso do chapéu-jiboia-elefante do Pequeno Príncipe, nenhum conhecido o entendeu. Por mais que a desenhista explicasse, todos só viam ali, em seu desenho, características como timidez, frieza ou solidão.
    “Que estranho…”, pensou ela, “Se o azul é comprovadamente uma cor mais quente do que o laranja ou o vermelho, então por que o meu desenho não parece ser o que esta cor representa, mas aparenta justamente o seu oposto? Por que ela parece tímida…

Ver o post original 26 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Poesia de banheiro -Por Jenis

MasticadoresBrasil

Poesia de banheiro

por Jenis

A silhueta em luz branca da porta

a única conexão com o fora

O fora que é todo ao contrário

seco, luminoso, aberto

Não, senhor,

eu prefiro o dentro, muito obrigada.

Fico, com agrado,

junto às minhas cerâmicas quadradas

a luz queimada

e o chiado que me lembra chuva.

Canto pois ninguém me vê

danço apertado

com a energia de minha pele quente

e imagino…

O que se passa por detrás das frestas brancas,

onde o mundo não é só meu

onde o privado já se perdeu?

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A sinestesia do afeto – Por Priscila Monteiro Santos

MasticadoresBrasil

A sinestesia do afeto
por Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com)

Ele olhava os olhos da garota em sua frente, mas não enxergava nada. Sentia o cheiro do seu perfume, mas não reconhecia o odor, ele, tocava em sua pele, e nada podia ser acionado para reconhecer a sensação; ela por sua vez, via na cor dos olhos dele o céu, sentia através do ruído da sua respiração o gosto do seu beijo, e como era quando ele a tocava, ela nem se quer precisava estar no mesmo ambiente que ele para percebe-lo, ela sentia uma espécie de calafrio e de alguma maneira sabia que ele tinha acabado de acordar, havia sido assim desde que eram crianças, ninguém precisava avisa-la quando ele adentrava um espaço, de alguma maneira ela o sentia chegando a quilômetros.

Ela sabia dizer sem olhar até para qual direção ele estava olhando. Alguns chamariam tal proeza de encontro…

Ver o post original 489 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Minhas cidades II – Mozileide Neri

MasticadoresBrasil

Minhas cidades II

Macapá não te deixa ir embora,

o calor de Palmas aquece todos os tipos de pele,

em São Luís os azulejos portugueses

não falam brasileiro.

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

As estrelas são falsas – Por Daniel Pissetti Machado

MasticadoresBrasil

As estrelas são falsas, meu amor. De algum modo elas foram colocadas lá. Mas não são somente elas que mentem a você. A mesma grande estória vem sendo recontada. Há gerações. Estamos no capítulo final. Deve durar uns 5 anos ainda. Vivemos apenas para contar estórias. Você vive momentos. Fuja das multidões. Ilumina a ti. A terra é um Plano, não é um planeta.
1342

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A entrevista com a colaboradora Mozileide Neri, para o Extra:

MasticadoresBrasil

“Desde adolescente desenho abstrações, observo as cores e suas texturas. Só consegui aprofundar os estudos e práticas nas disciplinas de arte na graduação em produção cultural (IFRJ/Nilópolis). Fui aluna do Parque Lage (RJ) e ouvinte em algumas disciplinas na EBA/UFRJ”. Más… en ExtraBrasil

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Graça – Por Priscila Monteiro Santos

MasticadoresBrasil

Graça
por Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com)

Não escrever deixa um peso no corpo… e eu nem sabia que era possível uma palavra pesar tanto, mas hoje, me peguei pensando incessantemente no sentido da palavra merecer, merecimento, escutei muito o termo “você merece” “você mereceu” “ela mereceu” e etc; e de repente hoje me deparei com outros merecimentos, e com o que a gente não merece… merecer…

Das primeiras vezes que me confessei, lembro do padre dizer, nós não merecemos o perdão de Deus, Ele nos deu e ponto, aceite, aceitar, era mais difícil que merecer. Quando nos sentimos dignos de algo é justo que aquilo se torne nosso, é justo que as consequências aconteçam, mas quando se trata da graça e do perdão divino, nenhum homem o mereceu, e mesmo assim, Ele nos concedeu.

Talvez por esse sentido de graça e perdão, merecimento, seja uma palavra tão escorregadia aos meus…

Ver o post original 874 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Haicai sobre a calmaria – Por Daniela Terehoff Merino

MasticadoresBrasil

Desenho de Claudia A. Terehoff Merino

Haicai sobre a calmaria

Água cristalina,
paz, conversa, o céu e um chá:
Pausa em que respiro.

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Minhas cidades I – Por Mozileide Neri

MasticadoresBrasil

Minhas cidades I

em Porto Alegre o verão é mais quente que o chimarrão,

a primavera deixa Blumenau mais aquarelada,

a chuva em Joinville chega sem avisar,

em Maceió a orla canta o dia inteiro.

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O que eu me prometo – Por Jenis

MasticadoresBrasil

O que eu me prometo

por Jenis

Pela rua, alguém derrama o café enquanto o sol levanta preguiçoso. Um ruído constante, que diz “estou aqui”, das 9 às 17 acompanha a todos por fazer parte de todos. E entre ele vejo quem derrama o café. Vejo quem passa lento e tropeça, quem beija outro alguém numa esquina. Vejo as cortinas abrindo e os pães de chocolate que vão embora de mão em mão.

Como mera observadora deste novo mundo, me comprometo com a percepção ativa, com o entendimento do que não sei e desejo, mais que tudo, o contato. Para poder sentir os perfumes, abraçar os amantes, me deliciar no arranjo inocente das palavras de onde eu não vim.

Esse é o sonho. Poder ver e sentir tudo, todos os dias viver o contrário do mundo. Poder também, levar do cá pra lá, misturar o gosto das águas e fazer…

Ver o post original 5 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Iminência – Por Odilon Machado de Lourenço

MasticadoresBrasil

Iminência

Que não me falte elegância na hora do soco
A mão direita pesa e a esquerda é chumbo
Sinto acidez no estômago de muitas gentes
Um ácido agarrado às paredes da garganta
Estranho incômodo regurgitado pois não quer ser engolido
Que não me falte elegância na hora do soco
Um devaneio no poder vai massacrando
Vômito não basta para limpar entranhas
É preciso não comer o intragável pedaço de verme
Não comer nada!
Prioridade contrária do desempregado
Da mulher segurando as tetas nas bocas dos filhos
Daquele que não sabe o que fazer
Sobreviver é a lei em meio às feras
Nossa solidariedade não basta, apesar de existir
Que não me falte elegância na hora do soco.

Porto Alegre, 20 de junho de 2021.

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

As pessoas precisam falar – Por Daniel Pissetti Machado

MasticadoresBrasil

As pessoas precisam falar, meu amor. Dizem que as mulheres falam o dobro. Tanto homens quanto mulheres falam sobre pessoas. Majoritariamente. O segundo assunto são coisas. Carros. Objetos. Finalmente temos aquelas que falam sobre ideias. Suas ou dos outros. Num ciclo sem fim. Tudo isso porquê as pessoas precisam falar meu amor.
DPM dezoito:06

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Um dia…- Por Priscila Monteiro Santos

MasticadoresBrasil

Um dia…
por Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com)

Um dia sem perceber a gente volta a sorrir, não é que não haja mais lagrimas e nem que a tristeza tenha se dissipado completamente, não é que a lembrança tenha morrido e nem que a ausência não cause mais dor, mas simplesmente a gente sorri, ri da piada idiota do amigo, ri da criança brincando na água, ri do rosto lindo que parece que fazia anos que a gente não enxergava, e ri de si mesmo, quando percebe em que poço andou chafurdando quando bastava sujar um pouco as mãos na lama, e tomar impulso para levantar, um dia sem mais nem menos, a gente decide levantar, porque não aguenta mais esperar a salvação, e nem se quer lembra porque estava no chão, um dia assim como qualquer outro, a gente se dá conta de que pode ser que ame novamente.

Pode…

Ver o post original 312 mais palavras

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Pátria amada – Por Mozileide Neri

MasticadoresBrasil

Pátria amada

o Brasil não foi descoberto

foi invadido.

Torturado durante a ditadura militar,

continua sendo roubado todos os dias.

Sobreviveu ao Covid-19,

mas continua acamado

lutando para não morrer.

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Eu sempre vou preferir as pessoas – Por Daniel Pissetti Machado

MasticadoresBrasil

As novas tecnologias vão resolver problemas que nem sabemos que temos. O 5G, que estará presente em 70% dos municípios brasileiros em 2022, hiperconectará tudo. Sem latência. Grandes clusters de processamento, localizados em regiões frias do globo, abrigarão inteligências artificiais de terceira geração. Que serão capazes de feitos extraordinários como controlar as 24 horas do seu dia. O mundo está grávido de si mesmo. A singularidade acontecerá nos próximos 10 anos. A relação que o homem tem com o mundo, hoje baseada no trabalho, tende a moldar-se em algo mais contemplativo. O uso de substâncias recreativas tende a aumentar, pois sobrará muito tempo. A verdade é que os seres humanos são muito ruins em algumas tarefas mecânicas e repetitivas. As máquinas, pouco a pouco, vão tomando os espaços. Eu não sei você, mas eu sempre vou preferir as pessoas.
DPM 11:33

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Azul aviador – Por Priscila Monteiro Santos

MasticadoresBrasil

Azul aviador
por Priscila Monteiro Santos (priscmonteiro.wordpress.com)

Brigas de família, e a menina desce a escada segurando a barra do vestido que é muito comprido e florido enquanto as chinelas fazem barulho ao tocar cada degrau, como se fossem fortes marteladas no cair da noite.

Ela passa a porta e segura a maçaneta, derruba algo que estava do outro lado e o leve som do objeto a estalar no azulejo ecoa pelo silencio da noite escura no quarto vazio. De repente ela sente um toque invisível de compreensão e vê seus gestos em câmera lenta serem observados com cuidado e atenção. O homem que mora no seu coração às vezes faz isso, habita cada movimento como se estivesse ali dividindo aqueles momentos.

Eu o amei, de um jeito que não sabia que existia, dei de mim o que não tinha e inventei mais, apenas pelo prazer de poder dar, e…

Ver o post original 457 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Soneto de uma jovem diferente – Por Daniela Terehoff Merino

MasticadoresBrasil

Desenho de Cláudia A. Terehoff Merino

Soneto de uma jovem diferente

Cabelos verdes; boca caramelo.
Com chifres roxos e olhar profundo
Diferente das outras de seu mundo
Sorri em universo paralelo.

Ela sabe: é difícil criar elo
pois os outros não veem o que há no fundo
de sua alma, na qual eu me aprofundo
buscando aquilo que há de mais singelo.

Até quando as pessoas julgarão
apenas o externo, sem pensar
o que há pulsando em cada coração?

Sem ver tudo o que estão a expressar
as pessoas em sua solidão
esperançosas por participar?

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

o predagogo – Por Ian Plat

MasticadoresBrasil

o predagogo

como se fosse fácil
transformar cordeiros em lobos
pegar um a um
esses animaizinhos tolos
alegres e dóceis
inocentes
e abrir-lhes a fórceps
os corações e as mentes
para revelar-lhes nosso estado natural
nossa verdade mais profunda
visceral
não será sadismo
nem niilismo radical
poder quebrar todo dia
a espinha da fantasia
escancarando
sem anestesia
essa verdade fundamental
elogio cego por linhas mortas
à nossa humana condição
animal
brutal
hoje em dia até poetas caindo nessa
repetindo pra deixar a esperança na porta
“não há escapatória!”
“nem qualquer chance de vitória”
“e mais nem vale a pena”
enquanto corta
a carne fina e tenra e doce
da sirena
temperada na salmoura
acompanhada de salada maionese

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Dia do amor

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário