Arquivo do autor:Poeta da Garrafa

Sobre Poeta da Garrafa

Sou o Poeta da Garrafa. Odilon Machado de Lourenço nascido no pampa, ventado em minuanos, procurador de esmos e lonjuras. O que busca caminhos e olhos, palavras e sonhos. O que segue no claro do sol e da lua, o que navega e silencia à beleza. O que lavra a terra, águas e céu, plantador de passos, horizontes, sementes de amor e ternura. O que vai a colher miragens, tomar sombras, redemoinhar sem leme. Sou a distância dos dias e das noites que andam comigo contemplando o mundo. Sou brumas revoadas pelo som das auroras, amanhecido de velhas histórias e delírios. O veio, o nascedouro de uma loucura, mas sou sublime se contemplares meus olhos e ouvir meus sentidos. Sou folheador de paisagens, miscigenado brasileiro da Latino América, ouvidor de marulhos e brisas, caçador de estrelas. Olhador de fogueiras, enritmado de blues, samba e versos. Sou uma deriva com porto.

Renascer

Parece que foi num sonho numa noite destas Sonho destes de acordar sorrindo De até mesmo dormir de novo e tentar seguir sonhando Depois refletir, rememorar o sonho ou frações do sonhado Havia lá naquele mundo belo Gentes plantando sementes … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 6 Comentários

Para dizerem que falei do bicho

Invisível aos olhos nús Pouco a pouco espalhou-se Nuvem agregando átomos Atravessou fronteiras do mundo Veio colando-se aos brônquios Provocando espirros, expelindo ondas Seus desenhos feios saíam na tosse Humanidade inteira conheceu-o Milhares sentiram o estranho pólen Enfraqueceram, dormiram O … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Buscas por outras leituras

https://linktr.ee/odilon.machado  

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

Por Chilo — Um jardineiro poeta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil: A luz da alma O amor enche meus olhos Brota nos poros perfumada flor O amor conhece meus passos Observa d’algum lugar do infinito Quando longe é preciso buscá-lo Dentro d’alma está a estrela do amor … Continuar lendo

Citação | Publicado em | Deixe um comentário

Boto by Odilon Machado de Lourenço

Publicado originalmente em MasticadoresAmazonia:
Quem vê o boto nas águas do rio Assiste muito mais da beleza, do encanto O boto é uma lenda das mais belas Alguns sabem, a lenda é verdade Boto sai da água feito homem Homem…

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Costa Doce

Ao amigo Paulo Vitolla Num verão de águas mansas Num dia de muita luz Vinha poesia nas águas Na brisa de Arambaré Tarde recém nascida comovia meus olhares Laguna de imensidão Vinha poesia no vento Nas cores de Arambaré Adentrei … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Por Pilar Sanchez — Um jardineiro poeta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil: Amo as minhas luzes Amo as minhas sombras Amo cada marca que o Tempo registrou em mim Amo a cicatriz da cesárea, me sustenta em momentos críticos Faz lembrar-me da força de meu útero, a força … Continuar lendo

Citação | Publicado em | 2 Comentários

Por Chilo

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil:
? Barqueiro Guardo comigo a moeda do barqueiro A travessia virá algum dia Na margem ele estará esperando o embarque Talvez haverá silêncio entre ambos Ouviremos o rumor do remo O rio nos levará à outra…

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Precário – Por Ian Plat

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil:
? Produzir é preciso, viver não é preciso. Não a dignidade nem preservação da vida humana preciosa. A truculência atabalhoada de voltar custe o que custar, custe milhares de vidas humanas. A vida é de graça,…

Publicado em Uncategorized | 4 Comentários

O Estudante de Literatura – Por Guillermo Fernandez Pinetta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil:
I Andando a esmo nos campos de linho lilás ondulava meu olhar, ia fumando de cachimbo colorindo a tarde e era eu um rapaz lindo juro. Exultante, brioso, assoviaba com o canto viril da primavera nos…

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Por Chilo — Um jardineiro poeta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil: Serpente em busca do Sol Ao nascer do Sol as cores brilham Aurora move-se na luz Raízes nutrem vida Árvore flui o sábio ciclo Esgueira-se no caule a serpente Na velocidade da nova ideia enrosca-se Olhos … Continuar lendo

Citação | Publicado em | Deixe um comentário

Por Pilar Sanchez — Um jardineiro poeta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil: A tua liberdade não é tua se comprometeres a vida de outrem A tua liberdade não é tua se não dosas o teu próprio comprometimento. A tua liberdade não é tua se vives apenas a tua … Continuar lendo

Citação | Publicado em | 2 Comentários

Por Cláudia Tomaschewvisk — Um jardineiro poeta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil: Lembro de quando era criança, uma das coisas que mais gostava era ajudar minha avó a tratar das galinhas. O período que vivi entre os 7 e os 9 anos de idade na zona rural, foi … Continuar lendo

Citação | Publicado em | Deixe um comentário

Ser luz na escuridão by Nicole Guimarães

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil:
Em entreconversaseflores.com Imagino que todo mundo, pelo menos uma vez na vida, precisou vivenciar lugares, pessoas e situações adversas. Eu diria pesados. É inevitável, não tem jeito. Sentimos tensão, angústia, fica difícil saber o que fazer.…

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Por Chilo — Um jardineiro poeta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil: Ecos uivantes Quando um lobo uiva no seio da noite Uivos ancestrais ressoam ecos na floresta Um portal nas memórias abre-se na lua Renasce no lobo sua força selvagem. Poema de Odilon Machado de Lourenço via Por … Continuar lendo

Citação | Publicado em | Deixe um comentário

Carta del Director de Masticadores

Publicado originalmente em MasticadoresItalia:
by j re crivello Atravesar la barrera de 100 colaboradores en Masticadores parecía bastante lejana, pero hoy hemos incorporado al colaborador 130, Jeremías Camino, escribirá en Focus sobre temas de filosofía y problemas contemporáneos (ver su…

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

a Toulouse-Lautrec

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil:
In Bed, 1893, Henri de Toulouse-Lautrec Há um tempo em que somos escolhidos pela elação; o que é real move-se — um vulto bonito — e é, de repente, apenas isso, apenas vulto — apenas o…

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

100% gambiarra – Por Ian Plat — Um jardineiro poeta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil: 100% gambiarra Até onde chega esse orgulho da gambiarra, essa estética do precário tão enraizada e tão familiar, de se orgulhar de ser o cara que mergulha no esgoto e não adoece, conforme aquele adágio célebre … Continuar lendo

Citação | Publicado em | Deixe um comentário

Por um tempo

Olá a todos e todas! Algumas poucas palavras. Ficarei sem movimentar esse blog por algum tempo. Assim que resolver as questões de esgotamento de espaço farei novas postagens. Estarei publicando em outros blogs, Um Jardineiro Poeta e MasticadoresBrasil. Desejo excelentes … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 8 Comentários

Da janela — Um jardineiro poeta

Publicado originalmente em MasticadoresBrasil: Comunico nascimento nas veredas de maio Arranco do outono suas folhas Renovo a galharia da esperança Anuncio no ermo o que morre de mim Convoco neblinas, encubro a dor, e da agonia retiro as lonjuras Desacabo … Continuar lendo

Citação | Publicado em | Deixe um comentário