Arquivo do mês: maio 2017

Notas para pássaros

Imagem | Publicado em por | 8 Comentários

Lagoa da Conceição

Imagem | Publicado em por | 4 Comentários

Boia de rede

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Cacho

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Juntamento

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Mareadas

Chamas ondulam ao fogo da noite Crepitam amargas no vão das esperas Barcos marinham distâncias Minha alma é deriva no nada O escuro enlua minhas naus Rasga o véu das águas salinas Tarda as estrelas findantes Estanca os murmúrios de … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Numa dessas tardes…

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Indelével

A imagem do vazio dorme sem estrelas Astros tocam enredos no carrossel do giramundo Ao declínio da noite lâminas de luz saltam às veredas da aurora No céu desvairam a beleza das tintas Nuvens encalham no ar Pássaros voam sobre … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Sombra de outono

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Preparos para mar

Imagem | Publicado em por | 2 Comentários

Sol abrindo neblina

Imagem | Publicado em por | 9 Comentários

Recém pousado

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Farol

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Mão solidária

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Sensação do sonho

Desentranhado do ninho dos seus soluços vim Assim ando em você, publicando seu cheiro Acuando suas roupas, seus lábios… Atento em suas sombras Vadeando ao largo da sua imagem como se escoltasse um mistério.

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

História do esquecimento

Minha ânsia tem muitas fomes Venho emigrando pelos séculos Venta a cor do meu degredo Sobrevive a sombra de minhas palavras.

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

O dormir das estrelas

A lua está em formato de rede No ar há perfumes de silêncios Uma brisa para sonhos beija-me. Nada determina o que vejo Nas mãos apenas ar retido O melhor agora é sorrir.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Da janela

Comunico nascimento nas veredas de maio Arranco do outono suas folhas Renovo a galharia da esperança Anuncio no ermo o que morre de mim Convoco neblinas, encubro a dor, e da agonia retiro as lonjuras Desacabo na terra meus pensares … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Grota

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Páginas de pedras

Imagem | Publicado em por | 1 Comentário